segunda-feira, 3 de abril de 2017

Encontro missionário de dia 25 de março de 2017 em Porches

O encontro missionário do dia 25 de março de 2017, proporcionou ao grupo a partilha das várias experiências que se tem vivido nestes últimos meses, através das formações da FEC- Fundação Fé e Cooperação e da importância das mesmas neste processo formativo, das atividades de voluntariado realizadas e da vontade de repetir essas ações pois a alegria vivida e partilha foi imensa.

Refletimos sobre a parábola do lápis, e se fossemos um lápis? Qual o efeito de um lápis? Poderemos dizer que é sempre possível corrigir algo; que o mais importante é o que está dentro; a importância de deixarmo-nos guiar; ...

Neste dia especial contamos com a presença missionária da Irmã Antónia Lau King, cuja vida se cruzou com alguns dos missionários do projeto Boluka Kua Zua em terras moçambicanas, e que viu nascer este projeto.
As missionárias Andreia e Elisabete que recentemente estiveram em missão em Moçambique, na Beira, Bairro Alto da Manga, apesar de não  terem podido estar fisicamente no encontro, deixaram-nos a sua mensagem que transmitimos no encontro: " Apesar do regresso a Portugal ser recente, as saudades já são imensas daquele país que as acolheu, mas em especial das pessoas que tiveram oportunidade de conhecer". As missionárias tiveram a oportunidade de estar com todas as crianças do projeto do apadrinhamento das FMM, conhecer a sua atual situação, entregar as cartas e lembranças dos padrinhos e madrinhas de Portugal. Foram momentos muito marcantes !

O encontro teve ainda a partilha da missão realizada no ano de 2010, na congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, no Instituto de Deficientes Visuais da Beira, através do missionário Miguel Pereira.

O momento alto deste encontro foi o envio do amigo missionário Hélio Boto. O carinho, a amizade, a força, a fé, o amor estiveram presentes em cada palavra e gesto de união!
Estamos juntos Amigo Irmão! Juntos caminharemos contigo! E lembra-te que Deus estará sempre a teu lado!


Um abraço missionário e até breve!

sexta-feira, 17 de março de 2017

Voluntariado no Refeitório Social do Centro Paroquial de Quarteira: 18 de março de 2017

É com enorme satisfação que, o Boluka Kua Zua irá estar a participar este Sábado, no apoio ao Refeitório Social do Centro Paroquial de Quarteira.
Agradecemos desde já, a oportunidade de crescermos mais um pouco através desta partilha!

Atividade de Voluntariado no Lar do Centro Paroquial de Quarteira


No dia 18 de fevereiro de 2017, cinco elementos do grupo Boluka Kua Zua deslocaram-se ao Lar do Centro Paroquial de Quarteira, das 10.00 às 18.00 horas, para passar o dia com os seus utentes.
A Irmã Teresa acolheu-nos com muita simpatia e afeto, encaminhou-nos para a sala, onde se encontrava o nosso público-alvo. De ambos os lados, sentia -se alguma expetativa e curiosidade sobre o que iria acontecer. O olhar meigo, o sorriso terno, o interesse pelas pessoas com fragilidades, com problemas físicos quebrou barreiras. De facto, tínhamos à nossa frente o retrato da condição humana, que integrámos com muito amor e carinho.

O grupo realizou durante o período da manhã várias atividades, desde massagens aos pés, tratamento das unhas(mãos e pés) que proporcionou momentos de descontração, de alívio de dores, de proximidade, de confiança, de auto-estima.
Deixámos de ser pessoas intrusas, o calor humano reinou a todo o momento, com partilha de histórias, com música, com canções e a vida ganhou um novo sentido!...Sempre que ajudamos, também somos agraciados, algo gratuito se aloja no coração e nos deixa ver mais além… o nosso olhar adquire um novo brilho e tornamo-nos mais solidários, irmanados no mesmo retrato que é a condição humana!

Após o almoço, alguns utentes participaram com o grupo na elaboração de pequenas máscaras, que recortaram e pintaram com muito entusiasmo. Seguidamente, houve um momento muito animado com música de carnaval, que proporcionou movimento, dança, muitas fotos e muita alegria!...
Bem-hajam, levamo-vos no coração!
Sentimos uma grande família humana!...Prometemos voltar mais vezes.
(Para respeitar a privacidade de cada utente não colocamos fotos das atividades realizadas)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Os sorrisos na Missão - Projeto de apadrinhamento!

As nossas missionárias Andreia e Elisabete que se encontram em Moçambique, na cidade da Beira desde inicio de janeiro de 2017, partilham connosco alguns dos momentos grandiosos do projeto de apadrinhamento.


Foram entregues as cartas e presentes dos padrinhos e madrinhas a todas as crianças do projeto, tendo sido um dia muito especial!





Foi um momento muito feliz, de convívio com as crianças e suas famílias.

Após o lanche e entrega dos presentes a alegria nos seus rostos foi muito gratificante, tal como partilharam as nossas missionárias.

Surgiu ainda a oportunidade de entregar um kit com artigos escolares e de higiene e alguns brinquedos!



 Em nome do Boluka, das nossas missionárias Andreia e Elisabete e de todas as crianças e suas famílias abrangidas pelo projeto, um grande bem haja a tod@s aqueles que contribuíram para esta missão!!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Voluntariado em Lagos no NECI: 21.01.2017

 O Boluka iniciou 2017 com mais um encontro que teve como objetivo colaborar com a Instituição NECI (Núcleo de Educação para o Cidadão Incluso), em Lagos.
Para esta atividade contámos com a presença de nove elementos do grupo, que tiveram todo o gosto em passar um dia cheio de alegria, podendo interagir com os utentes.
 O dia iniciou-se às 10h com o acolhimento e apresentação da Instituição por parte do Diretor Técnico Daniel Alves, foram explicadas as rotinas diárias e o tipo de atividades que são desenvolvidas com os utentes. A instituição procura oferecer aos seus utentes uma vasta diversidade de atividades, desde atividades de culinária, grafismos, trabalhos de reciclagem, passeios exteriores e de contacto com a comunidade como forma de inclusão. Há ainda oferta no que diz respeito a diversas terapias como por exemplo, hipoterapia e asinoterapia.
Assim, e tentando sempre respeitar e acompanhar o ritmo e rotina dos utentes, o grupo pôde, durante o período da manhã, realizar uma pequena dinâmica de apresentação onde cada um falou um pouco dos seus gostos, o que permitiu uma aproximação com os utentes. Foi também possível participar no apoio às refeições e a seguir ao almoço, os elementos do Boluka tiveram oportunidade de pôr em prática algumas surpresas e atividades que trouxeram preparadas para todos.
 
As atividades variaram entre modelagem de balões, pinturas faciais e massagens relaxantes (reflexologia). As atividades tiveram um caráter lúdico proporcionando sensações diferentes através do contacto sensorial com balões e tintas faciais, e nesse sentido o lúdico pode contribuir de forma significativa para o desenvolvimento do ser humano, seja ele de qualquer idade, auxiliando não só na aprendizagem, mas também no desenvolvimento social, pessoal e cultural, facilitando no processo de socialização, comunicação, expressão e construção do pensamento. 
 
 
Nas massagens, os utentes puderam usufruir de um momento descontraído com música calma e aromas relaxantes, em que se estimularam áreas para aliviar dores, distúrbios orgânicos, emocionais (leves) e de várias partes do corpo, gerando, assim, um maior equilíbrio corporal, da maneira mais simples possível.
 
 Depois do lanche, fez-se uma caminhada pelas imediações da instituição e assim se aproveitou um final de tarde.
 
Chegou ao fim um dia de muita aprendizagem e experiências novas, mas o Boluka não ficou por aqui…
 
Nessa noite os utentes tiveram uma saída especial: o Concerto do artista João Pedro Pais, na Raposeira, concelho da Vila do Bispo. 
 
Desta forma, como o grupo mostrou disponibilidade para tal, foi possível dar algum apoio nesta iniciativa, o que permitiu levar um maior número de utentes ao espetáculo, uma vez que nas saídas ao exterior alguns utentes necessitam de um acompanhamento mais individualizado. Todos gostaram e desfrutaram do espetáculo, num ambiente de festa mas simultaneamente tranquilo pois toda a gente estava atentamente de olhos postos no artista, com quem no final foi possível tirar uma fotografia de grupo e ainda oferecer-lhe um belo quadro elaborado pelos utentes! Terminado o concerto, o Boluka acompanhou o grupo novamente até às instalações do NECI, onde foram, então, feitas as despedidas para que todos tivessem o merecido descanso depois de um dia que foi, sem dúvida alguma, inesquecível!